Sistema Kanban na Logística

kanban-transporte-na-logistica

Quase todo profissional da área de manufatura já ouviu falar bastante do Sistema Kanban. É uma técnica muito simples, porém poderosa para controle da produção. O que muitos ainda não sabem é que esse sistema é muito versátil e pode ser usado em diversas situações onde se procura evitar desperdícios. O sistema ficou muito associado à produção, mas pode – e deve – ser usado na logística. Vamos ver como.

O que é Kanban?

A palavra Kanban, em japonês, significa cartão ou quadro visual. É um sistema visual de controle da produção, estoque e transporte. Foi desenvolvido na década de 1960, no Japão, por Taiichi Ohno, então diretor da Toyota.

Com a ajuda de consultores como Shigeo Shingo e Edward Deming, a fabricante japonesa desenvolveu seu inovador Sistema Toyota de Produção. E uma das grandes sacadas do sistema foi o uso dos cartões coloridos para gerenciamento da produção.

Basicamente temos dois tipos: Kanban de Produção e Kanban de Movimentação. Vamos conhecê-los.

Como funciona o Kanban de Produção

Como o sistema foi primeiramente pensado para uma produção “puxada”, ficou associado a processos fabris. O mais famoso é o sistema de cartões em quadros, onde cada cartão recebe um código de cor.

Exemplo: num processo simples, todos os cartões inicialmente estão no quadro, logo não há estoque. Ao terminar um processo de produção, um cartão no espaço vermelho sai e vai para o estoque. Com o aumento da produção, mais cartões vão saindo do quadro. Isso ocorre na sequência de cores (primeiro vermelho, depois amarelo, e o verde).

exemplo-quadro-cartao-kanban

Dessa forma todos os operadores ao olharem o quadro saberão que, se estão trabalhando com cartões verdes, é sinal de que há peças suficientes em estoque. Assim que o estoque for diminuindo, os cartões vão voltando para o quadro, e quando o espaço vermelho estiver com cartão, é hora de produzir urgente, pois não há mais estoques.

Como funciona o Kanban de Movimentação

Também chamado de Kanban de Transporte, esse tipo de sistema, ao contrário do de produção, acompanha o produto entre os processos. Isso quer dizer que pode ser uma movimentação na própria fábrica ou do fabricante até o cliente final, ou fornecedor.

Geralmente se trata de uma etiqueta que contém dados como: nome do item a ser transportado, número de peças por recipiente, local no estoque, etc.

Com os avanços tecnológicos, hoje é possível implantar todo um sistema Kanban eletronicamente, fazendo com que a informação de movimentação esteja disponível para todos da cadeia produtiva e Supply Chain.

Benefícios do Kanban na Logística

Desde o início, quando foi inventado, o sistema Kanban buscou evitar os desperdícios causados pelos altos estoques, de forma simples. A ênfase do sistema era simplificar para que todos os operadores pudessem entender e executar um controle preciso dentro da empresa.

O Kanban contribui para uma produção enxuta e sincronizada com as demandas vindas dos clientes externos. Sua implantação ainda é um desafio para pequenas e médias empresas, mas os benefícios são indiscutíveis.

Seu uso na logística traz um alinhamento entre produção, armazéns, transportadoras, varejo, e até o consumidor final. Quando pensamos em Supply Chain, o sistema Kanban pode ajudar bastante a manter as informações atualizadas para todos os participantes.

Além disso, há outros benefícios como:

  • Ao focar na eliminação de desperdícios, os custos são reduzidos;
  • A produção trabalha em sua capacidade total, pois as informações são precisas sobre quando e quanto produzir;
  • Redução do lead time, já que a produção é “puxada” pelo cliente no momento oportuno;
  • Os estoques são mínimos, o que mantém um controle financeiro saudável;
  • O sistema faz com que as flutuações das demandas sejam vistas mais facilmente, trazendo possibilidades de estratégias mais ágeis.

Agora que já vimos as vantagens do sistema Kanban, entra a tarefa mais difícil: conscientizar gestores, gerentes e operadores de que um sistema simples pode trazer resultados incríveis. Não deixe que a complexidade impeça melhorias em sua empresa. Comece pelo simples e com os resultados obtidos, será mais fácil a adesão de todos.

CCA Team

Frete Aéreo e Urgentes

dicionário de logística

Share on LinkedInShare on FacebookShare on Google+Email this to someone